top of page
Buscar
  • Foto do escritorCORETO

Com patrocínio do Grupo Avante, a Coreto inicia o projeto Meu Lugar em Itabirito e Barão de Cocais

Com a missão de desenvolver ações formativas a partir do mapeamento e identificação das referências culturais de regiões com potencial de transformação social em Minas, a Coreto Cultural, com o patrocínio da GSM Mineração e Ferro Puro Mineração (Grupo Avante), inicia, a partir de setembro, o projeto Meu Lugar, na comunidade de Marzagão, em Itabirito, e também em algumas localidades do município de Barão de Cocais.


As ações abrem um leque de oportunidades para que as comunidades possam produzir, registrar e difundir suas criações e práticas de forma autônoma, gerando fruição, trabalho e renda, por meio da ampliação da inclusão social e da oferta de formação a partir do desenvolvimento de um laboratório cultural comunitário, composto por oficinas e mostras culturais.


No Marzagão, em Itabirito, as atividades acontecerão entre os meses de outubro e dezembro. Serão oferecidas oficinas artísticas voltadas para a comunidade, com foco nos alunos da Escola Municipal Antônio Toledo Sobrinho, que serão munidos de conhecimentos e habilidades que poderão ser utilizados para desenvolvimento de produtos e projetos autônomos. Os trabalhos serão orientados para suporte à realização da formatura da escola, resultando em uma mostra de artes colaborativa desenvolvida por alunos, professores, familiares e outros agentes locais.


De acordo com Lilian Nunes, diretora-executiva da Coreto Cultural, a carência de oportunidades para os residentes dessas regiões tem cerceado muito os horizontes dos moradores. “O Meu Lugar chega para oferecer acolhimento e desenvolvimento pessoal e profissional. Através desse compromisso contínuo com a escuta, o diálogo e o protagonismo comunitário, é possível conferir pertencimento, dignidade, visibilidade e chances de integração no mercado de trabalho, por meio da arte e da criatividade, contribuindo para o crescimento individual e coletivo dos territórios impactados pelo projeto”.



Diagnóstico

A etapa inicial do projeto consistiu em realizar um diagnóstico das necessidades, demandas e expectativas das comunidades atendidas. Ao longo dos últimos meses, a equipe da Coreto Cultural realizou visitas técnicas no Marzagão, dialogando com moradores e lideranças para uma compreensão aprofundada das particularidades do local.

O diagnóstico também identificou pontos de apoio para a realização das ações previstas no programa e possíveis parceiros e locais centrais para atender as comunidades escolhidas. Foi assim que o projeto conheceu as iniciativas culturais coordenadas pela Escola Municipal Antônio Toledo Sobrinho (EMATS), organizadas para difundir a história local aos estudantes e suas famílias, promovendo um vínculo afetivo com a comunidade.


Com o intuito de se aproximar, conhecer mais a realidade e promover um engajamento comunitário com os atendidos, no último dia 18 de agosto, a Coreto Cultural acompanhou os alunos e seus familiares em uma excursão organizada pela EMATS a pontos significativos da região. Os alunos tiveram a oportunidade de explorar locais históricos, ouvir relatos dos primeiros moradores e desfrutar de momentos de lazer fora do ambiente escolar durante a visita à Usina do Bongo, à Fazenda Marzagão, ao centro comunitário, à microrregião de Coqueiro Verde e ao Pesque Pague Campestre.




Com este mesmo objetivo, a aproximação, a Coreto também está acompanhando os preparativos para o desfile da Fanfarra Marzagão no Dia 7 de Setembro, mesma data do centenário de Itabirito, que tem como integrantes os alunos da escola e é uma importante manifestação cultural vinculada às artes. Já durante a semana da criança, o Meu Lugar proporcionará atividades culturais para os estudantes, trazendo uma experimentação das ações de formação em arte e cultura que acontecerão nas semanas seguintes.


Segundo o coordenador da Escola, Dijalma Lúcio da Silva, as pessoas da região estão acostumadas com o olhar rotulado que existe ali, e aceitam esse lugar. “Para mudar isso é preciso mostrar para eles quanta coisa positiva tem no bairro. Com as atividades propostas, queremos alterar essa realidade, promover o pertencimento e fazer com que eles se sintam parte do Marzagão, com dignidade e orgulho do local onde vivem”.


Barão de Cocais

Outra cidade que também receberá atividades do Meu Lugar é Barão de Cocais. O município receberá ações culturais entre outubro e novembro. A etapa de diagnóstico, já iniciada, guiará a equipe do projeto nas definições de escuta, capacitação e mostras do projeto na região.


Sobre o Meu Lugar

A Coreto Cultural acredita que tem o poder de abrir portas para que as pessoas transformem suas vidas e as das comunidades onde residem. O projeto "Meu Lugar" exemplifica essa crença ao proporcionar, de maneira didática e assertiva, as habilidades necessárias para uma atuação abrangente nas artes, potencializando as ações locais e gerando oportunidades de inserção no mercado de trabalho cultural. Sempre de forma gratuita, o projeto oferece acesso, dignidade e práticas que estimulam descobertas e crescimentos pessoais e profissionais.


Composto por três etapas - mapeamento sociocultural, formação e mostra cultural - a metodologia empregada identifica potencialidades, estimula a autonomia e concede protagonismo aos residentes, principais conhecedores da realidade local e das demandas das comunidades.


Através de um abrangente processo de escuta e planejamento colaborativo entre a equipe de produção e a comunidade, as ações visam atender às expectativas das localidades envolvidas. Isso resulta em um aumento da autoestima por meio da cultura, que serve como uma alavanca para o desenvolvimento humano e a promoção do bem-estar coletivo.


15 visualizações0 comentário
bottom of page